Como pescar Traíra

Conhecido por suas presas e seu aspecto de peixe jurássico, a Traíra é um peixe extremamente forte e mal humorado. Alimenta-se principalmente de outros peixes e crustáceos e prefere habitar locais com pouca iluminação e movimento, onde possa se esconder, em meio de troncos e da vegetação aquática. Muito comum das águas amazonenses, pode vir a ter 3 quilos de peso e 60 centímetros de comprimento, diferente do trairão que pode pesar até extraordinários 20 quilos e chegar a ter 1 metro de comprimento. Ambos os peixes são inconfundíveis graças a suas enormes presas.  A carne da Traíra também é muito popular, é considerado o melhor peixe de água doce, e, além de oferecer boas emoções ao pescador, garante também uma boa refeição após um dia exaustivo de pesca.

Como pescar Traíra

Como pescar Traíra

Como pescar Traíra

Local

O primeiro passo para a pesca desse peixe é definir o tipo de local onde você irá pescar, se é um local com certa correnteza ou nenhuma. As Traíras preferem as correntezas, onde houver correnteza é certeza que ali existe pelo menos algumas delas. Caso contrário, preferem se esconder entre troncos e meio a vegetação aquática, o que pode exigir um pouco mais de paciência. Depois de definido onde jogar a isca, é necessário saber que tipo de isca utilizar, natural ou artificial.

Isca

Para locais onde há pouca correnteza, o mais provável é que as Traíras se escondam em locais escuros, fechados, que pareçam pouco movimentados e antigos. Nesses locais, tanto as iscas soft (natural) quanto as iscas artificiais garantem ótimas fisgadas.

Para o pescador que tem boa paciência e prefere utilizar as iscas soft ou isca natural, as que irão funcionar melhor são os Lambaris, Tilápias, minhocuçu e pedaços de outros peixes de tamanho moderado. Colocadas as iscas de uma maneira em que a ponta do anzol fique livre, garantirá uma fisgada melhor e mais segura. Também é importante ressaltar o uso de anzóis ou split rings (argolas) reforçados, com um empate a base de aço de pelo menos 10 lb e 12 centímetros de comprimento.

Se você estiver pescando em um lugar aberto com correnteza, a isca artificial funcionará muito bem. Há relatos que afirmam que as Traíras tem um gosto especial para iscas se assemelham a um sapo, em especial da cor preta, embora tenham um gosto especial por tonalidades cítricas como amarelo e vermelho. A isca do tipo stick também garante bons resultados, lembrando sempre de utilizar uma isca com cores chamativas. Entre as cores preferidas da Traíra, o preto, vermelho e amarelo dão ótimos resultados.

Confronto

O confronto com esse peixe é realmente muito intenso e é o que causa tanto desejo aos pescadores. É um peixe muito forte e cheio de energia.

O confronto começa com a fisgada e como é de praxe, é bom esperar algum tempo até que o peixe se acalme. Ajuste a pressão de sua carretilha ou molinete e dê um pouco de linha para que ele se acalme, mas não deixe o peixe se aproximar de troncos, pois ele irá se jogar contra tais objetos para tentar se livrar do anzol, o que pode atrapalhar um pouco.

Não há muito segredo para trazer esse peixe para casa. Para quem estiver utilizando uma vara sem carretilha ou molinete, basta esperar que o peixe se acalme um pouco pois em seu estado agitado, suas presas podem causar ferimentos bem dolorosos.

Com uma vara equipada com uma carretilha ou molinete, mantenha a vara a 45° graus e recolha a linha numa velocidade moderada. Lembre-se de nunca deixar a linha afrouxar porque pode acontecer do anzol se soltar da boca do peixe.

Com o peixe ao alcance, utilize-se do alicate de pressão para segurá-lo e de um alicate de ponta para retirar o anzol preso, isso garante certa segurança e evita acidentes desnecessários.

Precaução com as presas desse peixe, são muito poderosas e afiadas!

Rei da pesca tagged this post with: Read 6 articles by

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Populares